Top 5: livros nacionais

Olá leitores!! Tudo bem com vocês?
Eu vi há um tempo atrás um post no blog da Vanessa Sueroz,  um Top 5: de Livros Nacionais Desconhecidos, então resolvi fazer um post semelhante, falando também sobre livros nacionais. E a cada mês terá um top 5 de livros nacionais!
vou começar com os livros nacionais que já li:

A Chama da Esperança


Esse é um dos meus livros nacionais favoritos. A história dele é muito envolvente e surpreendente.
Sinopse:
Movidos pelo preconceito, pela sede por poder e pela perda, humanos e feiticeiros eram inimigos desde os primórdios de Yuan, gerando guerras e destruição.

Durante uma terrível guerra, que ficou conhecida como a Grande Guerra de Willford, Kaira perdeu o seu lar e sua família. Quando uma nova guerra se inicia, ela não faz ideia do que está por vir, mas a jovem feiticeira recebe a difícil tarefa de reunir os cinco clãs de feiticeiros da nova República em um único e poderoso exército. Será que ela vai conseguir?

Em uma aventura que percorre as planícies de Ghennas, a montanha gelada de Liore, os desertos de Rockaxe e as margens do rio Armon, Kaira, seu melhor amigo Garo e dois companheiros mais do que improváveis descobrem que há muitos segredos que alimentaram o ódio entre os dois povos.

A Menina Feita de Espinhos


Esse livro é simplesmente emocionante, e nos prende desde o inicio da história!
Sinopse:
A incrível história de uma menina com uma deformidade no corpo, que faz com que ela seja considerada uma aberração por aqueles que só se preocupam com a imagem. Vivendo escondida do mundo, ela encontra o amor onde menos esperava.

Não Pare


Esse é um livro impressionante, pois tem um pouco de romance, mistério, e etc.
Sinopse:
Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas. 
E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho! 
Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... Enfim, curtir a juventude.
Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina!
Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados?
Seria a Morte sua companheira para toda a vida?
É chegada a hora da verdade.

Eu Te Amo mais


Eu te amo mais  é um conto da autora vanessa Sueroz, e é um dos meus contos favoritos, pois é uma comédia romântica, e eu AMO comédias românticas!!
Sinopse:
Marlene resolve escrever uma carta ao namorado lhe contando porque ela lhe ama mais e quais as consequências disso.

Capital Revelada


Capital Revelada é um livro cheio de mistério e suspense , e me deixou bastante intrigada no decorrer da história.
Sinopse:
O limite do vazio, emoções tomando forma. Olhos que o encaram do negrume, o espectro de um garoto há muito morto, uma realidade oculta. Para Luiz Azevedo, universitário e historiador em formação, tudo começa com uma foto velha, presumivelmente da década de 1920, de um jovem com feições do leste asiático: um rapaz que parece sair da foto para assombrar seus dias e noites, que parece segui-lo nos melhores e piores momentos. 

Uma relação abusiva, uma tentativa de suicídio, um jovem socorrido em mais um de seus piores momentos. O tal Marcos Castelo Branco (ou Marcos Akiyama?), colega de faculdade de ascendência asiática, tem uma semelhança assustadora com o retratado na foto de oitenta anos antes. Quando Luiz e Marcos começam a se conhecer, quando seus destinos começam a se entremear, as grandes questões parecem uni-lo em um confronto contra o desconhecido: quem é o rapaz da foto e por que ele se parece com Marcos; por que ele insiste em observá-los de perto, das portas de seus quartos, parado e inexpressivo como uma estátua de mármore, morto há décadas? 

Tudo começa e termina com uma foto.

Postar um comentário